O Mundo de Marta

o meu mundo, as minhas coisas

Ai as azeitonas… Maio 19, 2011

Filed under: Uncategorized — Marta @ 16:12

 

As putas das azeitonas que me tentam todos os dias em todos os restaurantes e que eu firme e heroicamente resisto. Namoro-as durante minutos, troco olhares com elas, salivo, tenho pensamentos pecaminosos com elas, mas não lhes toco.

Hoje foi o dia… Cheguei a um restaurante bem mais tarde do que é normal e não consegui resistir. Azeitonas… verdes… com alho… salsa… azeite…

Pronto e como sou uma lontra aspiradora em vez de ter comido uma, vá cinco, sete, não. Comi a taça inteira sofregamente como se a meio do almoço alguém me repreendesse com um: MARRRTTTAAAAA e eu teria de justificar que se pagava a taça quer se comesse uma unidade ou 300 mil que foi a quantidade que eu comi….

Claro que só me vieram à cabeça as imagens da minha avó a devorar o jantar de sexta-feira e a pensar que daqui a 40 e tal anos vou ser igual a ela!

 

Aiiii o que eu dava para comer um pastel de massa tenra…

Filed under: Uncategorized — Marta @ 11:23

Mas não era um qualquer. Era um do Frutalmeidas. Esse mítico sítio na Av. de Roma.

Desengane-se quem achar que é um sítio fashion ou bonitinho, porque é de facto feio, com mau ar e empregados carrancudos, mas who cares! É o Frutalmeidas da minha e da infância de todas as pessoas que por ali moram. Um sítio que tem os melhores pasteis de massa tenra do mundo, cheios de gordura e com uma pasta que sabe-se lá o que terá, mas que fazem as maravilhas de quem os come. Um sítio com “O” bolo de aniversário de toda a minha e de quase toda a gente que conheço, Bolo de Morangos com chantilly. Um sitio com sumos maravilhosos MESMO naturais, ou pelo menos eu quero continuar a achar que assim seja, porque o Frutalmeidas tem uma frutaria (eu bem disse que era cheio de classe).

Não sei porquê tive este subito desejo o que prova novamente que na minha dieta não há desejos de doces, mas sim de salgados… Pão de alho, Bakerolls de alho, Pizza de salmão fumado e rucula a escorrer mozzarela, Bruschettas, Empadão, Cozido à portuguesa (mais concretamente os enchidos)…

Coragem, Marta, coragem… Um minuto na boca, uma vida nas ancas e não queremos isso, pois não??!!

 

Beringela e limão

Filed under: Uncategorized — Marta @ 09:40

O ano passado numa das minhas 700.000 dietas feitas ao longo da vida li que colocar beringela às rodelas com sumo de limão num litro de água era óptimo para o colesterol e também emagrecia então resolvi experimentar. Não era mau, até porque eu não me importo de beber bebidas ácidas e sem açúcar, por isso andei louca a gastar o meu ordenado a comprar quilos de beringelas e quilos de limões para fazer a minha “mezinha”.

Há uma semana atrás fui a uma ervanária e deparei-me com este produto que custa cerca de 17.99 € e que feitas bem as contas, me ia ficar maisbarato do que o gasóleo para o supermercado, as beringelas e os limões e resolvi experimentar.

É… francamente mau o sabor. Agora ao fim de quase uma semana acho que já me habituei, mas andei dias a sofrer e a ponderar espremer mais limão lá para dentro para ver se mudava o sabor do produto.

Entretanto comecei a deixar o preparado (2 colheres num litro de água) de um dia para o outro em garrafas no frigorifico e a coisa começou a melhorar. Se resulta ou não, não sei. O que sei é que quando dou conta já bebi 1 litro disto de manhã e passo a vida a ir à wc, por isso pelo menos a parte de beber pelo menos 1,5 lt de água por dia está resolvida.

 

Fim de semana Maio 16, 2011

Filed under: Uncategorized — Marta @ 14:14

Este fim-de-semana foi um bocado desgraçado para mim. Não é que tenha feito graaaandes asneiras, mas foram asneiras que não tive grande alternativa para fugir.

Sexta-feira jantei com a minha avó e fomos a um daqueles sushis manhosos de passadeira em que se vão tirando pratos à medida que vão passando e, uma vez que não havia sashimi lá tive de comer sushi. Tentei escolher os que não tinham maionese ou queijo creme e fugi de tudo o que eram gambas panadas e massas. Não foi grande a asneira mas comi mais hidratos de carbono naquele jantar do que comi na semana inteira…

Sabado à tarde estive na Av. da Liberdade e sentei-me num dos quiosques novos que há lá agora (por pouco tempo certamente. Não posso dar grande credibilidade a uma coisa gerida por uma criança de 18 anos com dinheiro do paizinho que dá mais importância aos amigos que vão aparecendo do que aos clientes). Perguntei se tinham lista e disseram-me que não, porque havia cachorros.

Fiquei com o mau feitio da vida e uma fome desgraçada, mas enquanto toda a gente ruminava cachorros quentes cheios de molho e batata frita palha eu bebia meio litro de água para ver se ficava mais saciada! Ao fim de algum tempo subimos para o chiado e lá me consegui arrastar cheia de fome para um Vitaminas e comer uma gelatina de morango.

Sabado à noite tive um jantar em casa de uns amigos meus. Depois de grandes pedidos da minha parte para terem em consideração a minha dieta e que se quisessem eu comia um ovo estrelado ou mexido, apresentam-me uma salada com camarão, beringela e abacate.

Até aqui tudo muito bem, mas temperaram a salada com um vinaigrete feito com LITROS de azeite, vinagre e mostarda que, após ter ouvido 3481138481358485 queixas sobre o que lhes tinha custado fazer aquele jantar light, não consegui reclamar.

Ao jantar serviram sangria de champagne e ao fim de ter toda  a gente com a história do “é só hoje, vá lá” (ainda não perceberam que eu oiço isso todos os dias e que se todos os dias fizesse asneiras estava uma baleia branca), lá tive de aceder e bebi um copo.

Depois havia sobremesa que eu gentilmente recusei, mas tinha sido feita de propósito para mim então tive de a comer. Era iogurte com morangos e cereais, ou assim eu pensava porque quase no fim e depois de eu ter dito que mesmo sendo iogurte grego não podia ter aquela consistência 9 milhões de vezes, lá me disseram que tinha levado um bocadinho mínimo (hmm, hmmm) de natas.

Conclusão: pumbas toma lá mais meio quilo ou um quilo, sabe-se lá!

Nota: A minha avó que tem quase 80 anos comeu o suficiente para alimentar África por 6 anos… Nunca vi uma coisa assim tão sôfrega! Comeu quase a passadeira à dentada. Ainda lhe sugeri pôr-se no fim da passadeira de boca aberta que assim não tinha trabalho a levantar o braço…

 

Hoje o almoço foi:

Filed under: Uncategorized — Marta @ 13:48

Um destes:

E um destes:

A parte maravilhosa é que fui ao céu e voltei. Para quem não conhece e quer comer qualquer coisa rápida aconselho vivamente. A parte chata da coisa é que havia tantos cheios de queijo creme, crocantes de spring roll, tempuras e outras tantas coisas maravilhosas e calóricas e eu só pude comer estes mais simplezinhos…

 

ohhhhh mmmyyyyy gooodddd!!!! Maio 11, 2011

Filed under: Uncategorized — Marta @ 17:20

 

Parabens avó! Maio 9, 2011

Filed under: Uncategorized — Marta @ 17:51

Hoje faria anos a minha avó… 84 anos se fosse viva!
Sinto tantas saudades dela!
Parabéns avozinha! Um beijo grande onde quer que estejas… 🙂